30 janeiro 2017

Resenha: Profano - S. Miller

Título: Profano
Autora: S. Miller
Editora: Amazon
Ano: 2016
Páginas: 198

Uma vida dedicada ao sacerdócio...

Um encontro que irá mexer com estruturas e pensamentos anteriormente inflexíveis...

Uma paixão que irá colocar a vocação em xeque...

Após dez anos à serviço da Igreja, Padre Alessandro chega a um momento de sua vida em que começa a se questionar sobre seu ingresso e permanência na vida religiosa. Tomado pela culpa, devido às suas questões éticas e a um encontro libertino e furtivo, decide se isolar em uma viagem pelo mar, para colocar as emoções em ordem e descobrir o que realmente deseja. O que ele não contava, era que o destino lhe pregaria uma grande peça no teatro da vida: Eva, a volúpia em forma de mulher, cruzará o seu caminho de maneira devastadora, despertando desejos ocultos e desconhecidos, trazendo à tona o homem em seu estado mais primitivo.

Irá Padre Alessandro abandonar o seu chamado em nome das paixões e prazeres carnais?

Será a tentação tão grande ao ponto de ser impossível resistir? Será o amor capaz de transformar o pecado em sagrado?

Tudo é possível, ainda que seja PROFANO.




Padre Alessandro é apaixonado pelo sacerdócio desde criança. Decidiu em sua infância que esse seria o caminho que seguiria em sua vida.
Hoje encontra-se duvidoso sobre o rumo que sua vida tomou.
Não porque não ama a igreja ou os ensinamentos, o amor que ele sente pelo sagrado é forte e verdadeiro.
Mas, como ele poderia ter certeza do sagrado se nunca experimentou o profano.

Num dia de coragem ele se deixa criar uma brecha para que novas experiências aconteçam.
Surge uma amizade inusitada. E depois de algum contato extra em que Alessandro (vamos chamá-lo apenas de Alessandro, porque nesse ponto da história já estamos falando apenas de um homem e não do Padre) enfim, depois de experimentar do "fruto proibido", decide tirar um tempo para si mesmo e reavaliar o que seu coração realmente deseja.

Talvez tenha sido só um deslize, afinal não foi tão bom assim, ele satisfez ao desejo da carne, mas não existiu um sentimento ali. Algum tempo velejando poderia ajudá-lo a se reconectar com Deus e voltar de alma limpa para o sacerdócio.

Mas, o "pecado" resolveu que esse era o momento de cercar Alessandro.

Ele vem em forma de Eva.

Uma mulher que traz consigo o sórdido e o puro. Que desperta nele o padre, para aconselhá-la; mas que o faz querer se tornar o mais comum dos homens e colocar seus desejos em prática.
E as coisas acontecem nessa história de uma forma que você apenas encara o profano de uma forma sagrada.

Eu não conhecia a escrita da autora, e pra mim foi uma surpresa das boas. Logo no início já dá para perceber que a escrita vai agradar.

S. Miller tem uma escrita rica, envolvente e criativa. A história é hot, mas tem conteúdo. É tão bom quando a gente pega pra ler e as cenas de sexo são só um complemento no desenvolver da história.
Sabe quando você aprende um pouco mais sobre algo numa leitura? Então, ela inseriu informações sobre o sacerdócio, trechos da Bíblia, e tudo de uma forma que encaixou no contexto, que ficou super respeitoso, ficou natural e poético, lindo. Outra coisa que gostei foi o fato de colocar os questionamentos do personagem de uma forma que a gente também se questiona sobre o que é certo e errado.

E em se tratando de conto, ela teve o cuidado de encerrar um ciclo ali no final da leitura.

Quer me deixar com ódio e terminar um conto do nada, ficar com aquela sensação de: Ué e agora? Cadê o resto?
Meu muito obrigado por não fazer essa sacanagem.

Lógico que mesmo tendo um belo desfecho ficou claro que vem coisas pela frente, aliás já vi uma publicação dizendo que vem livro com a continuação e dei pulinhos quando li.

Pra quem ainda não leu eu super indico.


“Não importa sua religião ou sua condição, para qualquer um que tenha se apaixonado profundamente, o profano é sagrado.”







2 comentários:

  1. Nossa fiquei com vontade de ler!
    Resenha show!

    ResponderExcluir
  2. Nunca li um conto, livro que tivesse um padre como personagem principal e nesse parece que foi bem aproveitado sem se tornar algo chocante.
    Gostei muito das suas considerações Mari.
    Bjs!

    ResponderExcluir

© Book Obsession - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo