20 fevereiro 2017

Resenha: A sorte no azar - Gisele Souza

Título: A sorte no azar
Autora: Gisele Souza
Editora: Amazon
Ano: 2016
Páginas: 35
Sinopse:

Leo é um homem que nunca teve muita sorte na vida, na verdade o rapaz é um azarado de carteirinha oficial. Aquele ditado: “Sorte no jogo, azar no amor” não cabe em sua filosofia, porque ele simplesmente não acerta em nenhum dos dois. 
Depois de mais uma desilusão amorosa, ele tenta afogar as mágoas e esquecer de seus problemas. Acaba bêbado, falando pelos cotovelos e precisa ser rebocado para casa... E é exatamente aí que sua sorte pode mudar. Ou será que não? 
Divirta-se com as trapalhadas do personagem mais azarado e fofo que você jamais conheceu.


Tão bom quando você vai ler alguma coisa, claro que por já conhecer o estilo de escrita da autora, não tem como ser ruim, mas quando a leitura nos surpreende: É FANTÁSTICO!!!

Eu ADOREI esse conto!!! Dei altas risadas na madrugada com a falta de sorte (ou não!) do Leandro, ou pra nós amigos, Leo e também da July, essa mocinha tem um pouco de azar também! A leitura do conto é leve e divertida.

O conto começa com Leo bebendo todas por um pé na bunda dado por uma moça que ele pensava ser o amor da sua vida.


“Ela era linda, delicada e inteligente. Acho que inteligente demais, né? Porque me largou por um candidato a deputado federal. E eles estavam se casando no momento em que eu afogava as minhas mágoas.”

Depois de tanto incomodar o barman com seu discurso e com o excesso de bebida, foi chamado um táxi. É aí que entra a mocinha. July é uma taxista em uma cooperativa, e estava acostumada com esse tipo de cliente. Enquanto esperavam a taxista chegar, Leo continuava sua lamúria...

“Se quer xaber, ela era pra ser minha (...) Eu sou um azarado. Tu axa que sou feio?”

O garçom tenta consolar (em vão) Leo, que nessa altura já desceu a estrada da humilhação. E então, eis que o táxi chega, e com ele um pouco do porre de Leo é curado.

“Puta merda! Aquilo devia ser uma miragem, né? Não tinha tanta sorte dela ser real! E aquela voz? Parecia uma sereia encantada.”

O mocinho fica encantado pela taxista, não consegue desviar os olhos dela, e em seus devaneios dispara:

“Eu vou casar com voxê!” (kkkkkkkkkkkkkkkk) Recém chorava pela ex, e agora já pede outra em casamento?  Ahhh esse Leo... mas tem mais história pela frente.
July o leva pra casa, e ajuda Leo a subir as escadas e abrir a porta, já que ele não consegue (ou será que isso é um truque?). E mesmo não acreditando muito em todas as coisas que ele está falando, ela também fica mexida.

“Acho melhor eu ir embora, estou começando a querer acreditar nessa loucura de bêbado. Porque você tinha que ser bonito e não um idiota como todos que eu levo?”

A partir daqui, o que vemos são as tentativas de Leo encontrar novamente a sua sereia ou deusa. Ele decide ir até o bar ver se descobre alguma coisa sobre July. E apesar de se achar azarado e tudo mais, de quem é o táxi que chega em sua casa para levar ele? Isso mesmo, JULY!!

“Caramba! Era a minha deusa, sereia, princesa, mulher da minha vida, mãe dos meus filhos. Bem, isso se ela não tivesse se assustado, ou caído na real.”

Porém, Leo não consegue expressar o que tá sentindo pra July, é grosseiro e acaba irritando-a.

“Não é um bom começo. Minha vida é recheada de azar, não tenho sorte mesmo.”

Mais relaxados, os dois conseguem trocar algumas palavras durante a corrida, mas ele está mal pelo jeito que tratou July. Se desculpa e trata de pegar o carro que ficou pra trás por causa do porre.

“Sua sorte pode estar no azar, Leo.”

E essas poucas palavras enchem o mocinho de esperança. Que já começa a pensar em um futuro a dois. Ah, tão legal ver que homens também querem um final feliz!! (OK, é um conto, mas me deixem sonhar).

“Você me traz sorte, July.” “Digo o mesmo de você, Leo.”

E depois de vários desencontros, algumas semanas, o casal finalmente consegue se encontrar.

“Então eu vou te beijar, tá? Só pra gente não ter azar.”

Achei super fofo o conto!! Quem gosta de comédias românticas, vai curtir também!! 









4 comentários:

  1. Ainda não li esse conto tá no kindle.
    Gosto bastante da escrita da Gisele.

    ResponderExcluir
  2. Um conto leve e engraçado. Adorei essa história.

    ResponderExcluir
  3. Ahhhh que linda resenha, Leo e July são amorzinhos demais <3

    ResponderExcluir
  4. Adorei esse conto e adoro a escrita dessa autora.
    Bjs

    ResponderExcluir

© Book Obsession - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo