24 março 2017

Resenha: O Cisne e o Chacal - J.A. Redmerski

Título: O Cisne e O Chacal - Séroe Na Companhia de Assassinos #3
Autora: J.A. Redmerski
Editora: Suma de Letras
Ano: 2016
Páginas: 248
Sinopse:

Fredrik Gustavsson nunca considerou a possibilidade de se apaixonar certamente nenhuma mulher entenderia seu estilo de vida sombrio e sangrento. Até que encontra Seraphina, uma mulher tão perversa e sedenta de sangue quanto ele. Eles passam dois anos juntos, em uma relação obscura e cheia de luxúria. Então Seraphina desaparece. Seis anos depois, Fredrik ainda tenta descobrir onde está a mulher que virou seu mundo de cabeça para baixo. Quando está próximo de descobrir seu paradeiro, ele conhece Cassia, a única pessoa capaz de lhe dar a informação que tanto deseja. Mas Cassia está ferida após escapar de um incêndio, e não se lembra de nada. Fredrik não tem escolha a não ser manter a mulher por perto, porém, depois de um ano convivendo com seu jeito delicado e piedoso, ele se descobre em uma batalha interna entre o que sente por Seraphina e o que sente por Cassia. Porque ele sabe que, para manter o amor de uma, a outra deve morrer.




Nossa senhora que livro foi esse minha gente?!

Já tinha lido e amado os dois primeiros volumes dessa série e já previa fortes emoções com a história de Fredrik Gustavsson.

Fredrik, mais conhecido como Chacal, é o temido interrogador das vítimas que estão nos contratos da Ordem, por terem algum deslize ou por apresentarem riscos aqueles que encomendam suas cabeças, essas vítimas muitas vezes são portadoras de preciosas informações.
Nascido e abandonado em uma cabine de banheiro público, Fredrik é resgatado por um funcionário do posto e é levado para um abrigo, onde foi submetido a uma série de restrições e privações. A medida que ia crescendo foi sendo abusado sexualmente e ao mesmo tempo colocado para assistir as torturas que os outros caras realizavam, sendo assim uma espécie de treino ao qual era denominado de Chacalzinho.

Como cresceu tendo esse tipo de vida, acabou adquirindo mais e mais a sede pela tortura e pelo derramamento de sangue com as diversas formas que aprendeu e foi criando uma fama onde todos que o identificavam temiam e sabia que estariam em maus lençóis. As cenas de torturas são de tirar o fôlego e nos deixar boquiabertos.

"Seraphina me ajudou a controlar esse anseio perpétuo. Ela me mostrou como liberar a escuridão que há dentro de mim com métodos mais discretos e limpos, para não deixar um rastro de cadáveres e provas. Mas o maior impacto de Seraphina em minha vida foi me fazer sentir que eu tinha uma vida."

Amigo e funcionário de Victor Fraus, acabou se afeiçoando a Izabel, desenvolvendo uma amizade bacana de se acompanhar.
Mas Fredrik vai além de ser o Chacal. Em seus mais tortuosos pensamentos está Seraphina Bugado, e desde o início do relacionamento os dois se completavam. Seraphina sabia agradar Fredrik e ambos em meio as torturas e sangue mais forte, quente e ensandecido, era o relacionamento deles, até que ela o traí e ele descobre e o executa, e Seraphina desaparece.

Fredrik tem desejo em matá-la, a procura, e não consegue informações. Passados seis anos, eis que surge Cassia, que o deixa intrigado e acaba conseguindo leva-la para sua casa mantendo-a prisioneira na tentativa de encontrar respostas ou alguma pista que leve ao paradeiro de Seraphina.

Cassia é meiga, traços delicados, suave em suas palavras, submissa e a única que pode oferecer as informações que Fredrik precisa, mas por não conseguir lembrar, ele faz com ela o que melhor sabe, torturar, e a cada tortura que ela presencia, desencadeia algumas lembranças do passado, e cada vez mais Fredrik se aproxima do que tanto precisa.

Ela não entende porque a cada nomeação desse nome, a doce mulher acaba se chateando e demonstrando mais afeto por seu captor, que sabe o quão perigosa Cassia pode ser e mantém firme ela prisioneira e amarrada no pé com uma corrente.
Ao longo de um ano, Fredrik vai abrindo a guarda pra Cassia e isso tira um pouco o foco e a concentração dos seus interrogatórios. Vivendo em constante pressão, seus dias estão prestes a virar de cabeça para baixo.

"Meu lindo cisne. Minha salvadora, minha perdição."

A narrativa segue alternada entre Fredrik e Cassia, e mostra uma autora completamente diferente de sua duologia “Entre o agora e o nunca”. A capa nos remete a suspense, sangue. E manteve-se o mistério e as reviravoltas até quase os momentos finais do livro e o melhor, sem fazer com que a leitura ficasse arrastada ou cansativa. Lógico que não vou entregar os mistérios e pontos principais dessa leitura, pois se você acredita que eu te contei muito, não faz noção da intensidade que foi essa maravilha de obra que até o momento é o meu livro favorito da série. 







12 comentários:

  1. Nossa a premissa e sua resenha me deixou muito curiosa , amo livros cheio de mistérios e reviravoltas e melhor ainda como uma série que prende mais ainda .
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu preciso ler esse livro!!!
    Desde que conheci o livro eu morro de vontade de ler e a sua resenha só me deixou ainda mais curiosa. Tenho certeza que eu vou gostar e não vejo a hora de ler.

    ResponderExcluir
  3. Oi
    Que enredo dramático, o cara tortura geral, prende a mulher acorrentada e daí surge uma relação amorosa? Bem louco. Acredito que leria o livro, fiquei curiosa.

    ResponderExcluir
  4. Olá Camila, tudo bem?

    Não conhecia a obra, mas em se tratando de Suma das Letras normalmente vem algo bom. Achei legal a dramaticidade desse enredo, só meio louco a mulher se apaixonar pelo seu torturador. Parece ser um bom livro, vou pesquisar mais sobre a obra!
    Bjuss

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Li somente o primeiro livro dessa série e agora estou louca pelas continuações, que pelas opiniões que vejo são tão boas quanto o livro inicial. A relação entre o casal protagonista é extremamente incomum e um tanto louca mas se seguir a linha do primeiro livro deve ser uma história excelente.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Não conhecia essa série, mas depois de ler sua resenha fiquei super cusiosa.
    Parabéns

    ResponderExcluir
  7. Olá Camila, tudo bem?
    Menina só de ler a sua resenha me interessei pelo livro. Nçao sabia dessa trilogia escrita pela autora da duologia entre o agora e o nunca.
    Achei o livro intenso e avassalador. Certamente é uma leitura que farei na primeira oportunidade. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Fiquei curiosa para saber o desfecho da história com toda a questão da tortura e o papel da Cassia em tudo isso.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Oii
    Achei uma história super sangrenta e com protagonistas muito feridos pelo mundo. Não consegui sentir atração pela leitura. Passo a dica. =)

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Nossa, esse livro foge completamente do que imaginei do que eles se tratavam. E adorei esse novo olhar. Que bom que temos uma autora com pegada diferente dos seus livros anteriores, isso mostra a evolução da mesma. Dica mais que anotada, porém qual é o primeiro da série?
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Que loucura de narrativa. Tem tortura, sangue e também um relacionamento nada saudável, pelo o que eu pude perceber. Espero que não se resolve por causa de uma mulher amorosa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá, já tinha ouvido falar dessa obra, mas não tenho muita curiosidade de conferir...acho que vou ficar só com as resenhas mesmo.

    Abraços

    ResponderExcluir

© Book Obsession - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo