28 abril 2017

Resenha: Pecadora - Nana Pauvolih

Título: Pecadora
Autora: Nana Pauvolih
Editora: Essência
Ano: 2017
Páginas: 384
Sinopse:

Todos nós éramos pecadores. Somente uma coisa diferenciava um pecador: as escolhas. Saber o certo e escolher seguir pelo caminho errado em vez de fazer o que era correto. Fechei os olhos. Apesar de tudo que tinha feito naquela noite, não me arrependi. Era pecado, era perdição, mas também era mais do que eu já tinha sonhado em ter. ––– Entre a rígida criação religiosa e o desejo que sempre a consumiu, Isabel precisa se encontrar. Casada há quatro anos com Isaque, seu namorado de adolescência, a jovem sabe que a relação está longe de ser satisfatória. Mas é só quando Isaque fica amigo de Enrico, um publicitário solteiro e bem-sucedido, que a situação começa a ficar insustentável. Agnóstico, sem amarras e cheio de mulheres, Enrico é tudo o que Isabel acredita rejeitar, mas ela não consegue deixar de se sentir interessada pelas histórias que o marido conta dele. Para piorar, ela consegue um emprego na agência dele, e agora terá de passar os dias ao lado do homem que traz à tona seus sentimentos mais proibidos. Neste novo romance, Nana Pauvolih, uma das maiores autoras de romances eróticos do país, mostra que o certo nem sempre precisa ser aquilo que é imposto, e sim aquilo em que se acredita.




Isabel sempre teve uma criação rígida por ser filha de pais religiosos, seu pai é pastor de uma igreja e através das pregações e por estar à frente de uma congregação, se utiliza de meios extremos e severos para doutrina-los.

Suas irmãs, Ruth, filha mais velha, casada e segue tudo o que seu pai faz, e Rebeca a filha do meio, cheia de vida, que quer muito sair daquele ambiente e que vive se rebelando contra tudo que seus pais determinam. Em um dia, acaba chocando a todos com a notícia de sua gravidez e é expulsa por seus pais de casa apenas com a roupa do corpo.
Isabel fica desolada por perder o contato com Rebeca que sempre foi muito sua amiga.

"Comecei a questionar por que eu não podia fazer certas coisas, mas, tendo sido tolhida pelos meus pais, aprendi a me calar e aceitar. Só não aprendi a silenciar minhas dúvidas e os desejos."

Seus pais acreditam que Isabel precisa casar o quanto antes, afim de não ter o mesmo destino de Rebeca, e então providenciam tudo para que ela se case com Isaque, o namoradinho da igreja de seu pai.

Passados alguns anos, Isabel que agora é casada, leva uma simples, e vive para servir seu marido e dar conta dos afazeres de casa, a cada dia que passa seus questionamentos aumentam.
Acostumada a sempre deixar de lado o que sente, agora passa a se culpar a cada despertar do seu corpo em busca de prazer. Sempre que sente necessidade, ela busca na internet vídeos de casais tendo relações sexuais afim de suprir a falta do contato íntimo de seu marido, sua falta de jeito em não lhe proporcionar o prazer e servir apenas para cumprir as obrigações matrimoniais. E a cada busca ousada, ou toque prazeroso em seu corpo, mais ela se culpa e acredita estar pecando, pois foi criada para renegar todos os desejos da carne.

Até que por causa de Isaque, ela acaba ouvindo falar em Enrico, o Monstro, como é apelidado pelos amigos do futebol. A admiração com que seu esposo fala do tal rapaz, e sobre todas as coisas que ele faz e suas conquistas com as mulheres, acaba despertando em Isabel alguns sentimentos conflitantes. E quando ela passa a trabalhar na empresa de Enrico, vai ficando cada vez mais difícil não se render a esses sentimentos.

Enrico é um cara centrado no trabalho, e mesmo não precisando fazer um esforço para conseguir alguém para aquecer sua cama, nunca quis maiores envolvimentos. O rapaz carrega marcas do passado, mas isso nunca lhe impediu de viver a vida, pelo contrário, ele usou de combustível para seguir em frente e lutar pelo que quer. Amante da natureza e dos animais, essa cara simples nos encanta com sua história. Sempre se orgulhou de ser correto com os amigos, mas os sentimentos que Isabel vão lhe causar podem por tudo isso abaixo.

"A preocupação, a paixão e a ternura que passava para mim. Eu me dei conta de que não me sentia mais sozinho. (...) Foi mais do que atração e desejo. Foi um sentimento que se construía e se perpetuava entre nós. Isabel tinha tomado conta de mim."

Nana conduziu com maestria a narrativa, nos proporcionando um livro que tem inúmeros questionamentos e que nos leva a reflexão sobre as diretrizes adotadas por algumas igrejas, o relacionamento na sociedade, o casamento, a busca pela felicidade e prazer.
A interação de Isabel e Enrico é intensa e quente, afinal estamos falando de Nana né meu povo, tá para nascer alguém que escreva uma cena sexy igual sem ficar cansativo, ou torcermos para acabar. Ao longo da história fica impossível não torcer para que os personagens se entendam, e claro, que nada acontece de uma hora pra outra, e isso que fez a diferença na história pra mim, pois sendo Isabel uma mulher bem real com medos recorrentes, dúvidas sobre o desconhecido, mas que estava disposta a aprender e a tentar em busca de ser feliz, em busca de não mais esconder o quão a vida pode ser prazerosa em todos os sentidos, e que muitas mulheres deixam de lado pelo comodismo no casamento.

"Ninguém aqui é santo, então ninguém pode condenar. Ergam a cabeça e tentem seguir o caminho do bem, pois é isso que Jesus quer de nós. (...) Mais amor e respeito, meus irmãos. É disso que o nosso mundo precisa."

Uma história que entra para os meus favoritos desse ano. E se você curte livros que lhe geram reflexões, que te projetam pra fora da sua zona de conforto, te faz cair de amores e torcer pelos personagens, certamente vai se encantar e entender o que estou querendo dizer.

Ahhh...e o final? Como terminou tudo?

Claro que não vou lhe contar né, mas uma coisa você pode ter certeza. Foi de emocionar!

Pecadora é o livro de estreia da autora pela Essência (selo da Planeta de Livros), não encontrei erros de ortografia e a diagramação é bem fofinha. Em breve Nana lançará pelo mesmo selo, sua série Segredos, recorde de vendas na Amazon. 







12 comentários:

  1. Que livro maravilhoso, vim aqui apenas te deixar um recado, mas me encantei pela resenha. E pensar que eu estava renegando esse livro com todas as minhas forças. "É apenas mais um hot", eu pensei. Estava errada.
    Resenha maravilhosa.
    Enfim, vim te avisar que marquei seu blog na Tag que respondi ontem. Se sinta-se à vontade para respondê-la.
    Bjs!

    https://esquadrao-literario.blogspot.com.br/2017/04/tag-diferentona.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Camila!
      Vamos responder em breve a Tag. E sobre o livro realmente vale a pena cada página lida!
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi Camila, Nunca li nada da Nana, mas só ouço maravilhas, uma amiga que leu pecadora amou e me falou muito bem dele também, por isso pretendo fazer essa leitura quando tiver oportunidade.
    Beijooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kris!
      Assim que puder leia, você vai gostar muito!!
      Beijos!

      Excluir
  3. Amo Nana.
    Pecadora tá no gatilho pra ler!
    Amei e já quero Enrico hahahaha
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jaqueline!
      Assim que terminar sua leitura, conte-nos o que achou.
      Espero que curta!
      Beijos!

      Excluir
  4. Ai to doida pra ler esse livro da Nana.
    Tenho ouvido falar maravilhas.
    Amei a resenha..bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá, Camila! Tudo bem?
    Eu nunca li nada da Nana e apesar da sua resenha maravilhosa, o livro infelizmente não me despertou interesse no momento. Vou deixar passar essa dica. Fico feliz que tenha gostado da leitura!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oie Amoreca,
    Vou te falar que a capa desse livro me chamou a atenção desde o momento em que vi a primeira vez, e a cada resenha que leio me surpreendo e fico com ainda mais vontade de ler... e a sua não foi diferente...
    Amo livros que nos fazem refletir, então com certeza vou ler.
    Beijoka!

    ResponderExcluir
  7. Embora eu goste bastante desse gênero o livro não me despertou interesse, a premissa não me agradou e não consegui me sentir atraída para a leitura. Mas achei a sua resenha muito bem feita

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem?
    Esse livro parece ser muito bom! Eu particularmente nunca tinha visto um livro que falasse sobre a religião e a liberdade sexual. O pecado é um assunto complicado. Dica anotada, adorei a premissa!
    Beijos.
    Meu Livro Fantástico | Facebook

    ResponderExcluir
  9. oie, tudo bom?
    Nossa a Nana sempre surpreende com seus escritos e mais ainda com esse livro! A primeira vez que o vi foi em uma resenha feita em vídeo. Fiquei encantada com a temática da obra e pelo efeito que ela trouxe tanto para você quanto para outros blogueiros! Temas como religião ainda sim são delicados e pelo que vi ela trabalha com tamanha profundidade!
    Parabéns!!

    ResponderExcluir

© Book Obsession - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo