19 junho 2017

Resenha: A casa do lago - Kate Morton

Título: A casa do lago
Autora: Kate Morton
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas: 464

A asa da família Edevane está pronta para a aguardada festa do solstício de 1933. Alice, uma jovem e promissora escritora, tem ainda mais motivos para comemorar: ela não só criou um desfecho surpreendente para seu primeiro livro como está secretamente apaixonada. Porém, à meia-noite, enquanto os fogos de artifício iluminam o céu, os Edevanes sofrem uma perda devastadora que os leva a deixar a mansão para sempre.
Setenta anos depois, após um caso problemático, a detetive Sadie Sparrow é obrigada a tirar uma licença e se retira para o chalé do avô na Cornualha. Certo dia, ela se depara com uma casa abandonada rodeada por um bosque e descobre a história de um bebê que desapareceu sem deixar rastros.
A investigação fará com que seu caminho se encontre com o de uma famosa escritora policial. Já uma senhora, Alice Edevane trama a vida de forma tão perfeita quanto seus livros, até que a detetive surge para fazer perguntas sobre o seu passado, procurando desencavar uma complexa rede de segredos de que Alice sempre tentou fugir.
Em A Casa do Lago, Kate Morton guia o leitor pelos meandros da memória e da dissimulação, não o deixando entrever nem por um momento o desenlace desta história encantadora e melancólica.




Começo essa resenha dizendo que estou ainda tentando formular sobre o que dizer desta obra. Envolvente? Excepcional? Perfeita?

Acho difícil definir em uma só característica tamanho o fascínio que a autora conseguiu gerar ao longo dessa minha leitura.

A casa do lago, sempre foi o reduto da família Edevane. Nela Eleanor e Anthony passaram seus dias e criaram seus filhos: Deborah, Alice, Clementine e o pequeno Theo.
Tudo aparentemente corria bem até que as marcas e os traumas da guerra fizeram com que Anthony caísse em profundo abismo de tristeza e isolamento. E Eleanor, nem com a vinda de Theo conseguiu resgatar seu marido desses dias nublados que o acometia. Mas seu amor e sua promessa o manteve sempre ao seu lado de cuidado e zelo por Anthony.

“...o amor nos dá coragem para resistir àquilo que nunca julgamos possível.”

Suas filhas, o amavam, em especial Alice, que sempre que tinha oportunidade estava por perto. Ela também adorava escrever, passava horas criando seus manuscritos e jogando conversa com o jardineiro Benjamin Munro. E como uma adolescente, acabou fascinada por ele. O que gerou alguns embates com sua mãe por não gostar desse tipo de aproximação.

Eis que chega à festa do solstício, do ano de 1933. Em meio a recepção grandiosa que a família Edevane preparou regada a muita bebida, comida e queima de fogos, junto dela um grande abalo se daria logo nas primeiras horas da manhã seguinte.

Theo Edevane, um pequeno bebê de onze meses desaparecera.

Uma investigação naquela época não levou ao paradeiro do garoto. Mas agora a esperança se renova, quando Sadie Sparrow começa a investigar, após muitos anos o que se passou no ano e naquela noite de 1933.

“- Eu tinha esperança de que ainda pudesse encontrar o garoto para ela. Não me conformei com aquele arquivo aberto. As crianças não desaparecem simplesmente, não é? Elas vão para algum lugar. Há sempre um caminho, é apenas uma questão de saber onde procurar.”


Estamos em 2003, e Sadie busca contatos com a dona da casa do lago, Alice Edevane, mas é com a ajuda do primeiro detetive do caso, Clive, que vamos conhecendo mais dessa enigmática família e a obstinação de Sadie nos leva a constatação de que muito ainda precisa ser esclarecido.

“Que seu passado seja uma lembrança agradável assim / Seu futuro cheio de prazer e mistério sem fim / O agora um momento glorioso / Que preencha sua vida com profundo gozo.”

O livro todo é um suspense e posso dizer que meu radar Sherlock Holmes ficou ativado a cada página lida. A autora Kate Morton conduziu com maestria a interação das passagens de tempo e as narrativas se complementam de forma brilhante, e mesmo com tantos detalhes a leitura não fica arrastada e muito menos cansativa, pelo contrário, me sentia uma verdadeira peça de xadrez só esperando o próximo movimento na tentativa de descobrir exatamente o que tinha acontecido naquela noite. Uma ora pensei que fosse uma pessoa, aí mais à frente meu palpite caia por terra.

Enfim, fiquei intrigada, fascinada e o final foi surpreendente...foi emocionante...foi perfeito!

Sem a menor sombra de dúvidas eu recomendo essa leitura que está com uma edição impecável e que entrou para os meus favoritos desse ano.








10 comentários:

  1. Oi tudo bem?
    Nunca tinha ouvido falar desse livro mas sua resenha me deixou curiosa irei ler quando der.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Nossa, você me deixou super curiosa para ler esse livro!!!
    Eu tinha visto a capa dele mas não sabia nada sobre a trama, agora que eu li a sua resenha eu preciso comprar esse livro e ler o mais rápido possível. Adorei conhecer a trama e tenho certeza que a leitura vai me agradar muito.

    ResponderExcluir
  3. Que resenha incrível, me deixou mega curiosa para ler esse livro. Achei a capa do livro muito bonita e a premissa bem interessante!

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente, suspense não é um gênero que me atrai, mas gostei de conhecer a história através do seu post.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?
    Muito trágica a história de Alice. Fiquei curiosa para saber o que aconteceu. Amo suspense e com investigação fica ainda melhor! Tomara que Sadie Sparrow consiga desvendar esse mistério.

    ResponderExcluir
  6. Sua resenha me passou a mensagem é que há sempre um caminho. E posso te dizer... Amo quando as resenhas me passam uma mensagem, uma lição logo de cara. Quero ler esse livro até então desconhecido por mim. Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oie, nossa, desde que vi a sinopse desse livro eu já estava intrigada para ler, e sua resenha me deixou mais ainda. Gosto de suspenses e principalmente esses que fazem a gente ter mil e uma suspeitas, e gosto dessas histórias que apresentam o passado e depois o presente. espero ler e adorar.

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bem? Nossa parece ser um ótimo livro mesmo. Gostei desse suspense do enredo, parece ser bem instigante mesmo. Confesso que a capa engana, mas foi bem trabalhada também. Adorei <3
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oieee, é tão legal quando terminamos um livro e ficamos sem saber o certo o que falar neh? não conhecia o livro, mas fiquei curiosa com a sua resenha, obrigada pela dica

    bkjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Camila tudo bem?
    Adorei saber mais sobre esse livro, tanto que pedi para ler ele em julho. Adoro livros com um bom suspense e quando você falou do seu radar Sherlock Holmes ativado eu pensei logo no meu radar Myron Bolitar hahaha. Enfim parece ser realmente uma obra fantástica. Com certeza vou adorar ler.

    beijinhos!

    ResponderExcluir

© Book Obsession - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo